sábado

A fogueira

Untitled

Subo ao ponto mais alto
do monte
e respiro as partículas submissas
que me rodeiam
e me segredam
gestos de resguardo junto à têmpora.
Falo-lhes do meu santuário
junto ao peito
que asila uma fogueira misteriosa,
cuja miríade de pequenas faúlhas
me lembra que este é o meu tempo,
depois dos nossos
e antes do tempo do regresso.

Sem comentários:

Enviar um comentário